JoomlaTemplates.me by BlueHost Reviews

ee           cao            ur            cmr          cfp            sad            cep

A importância da comunicação: conhece o que é a PNL?

Publicado em quarta, 28 agosto 2019, 15:34

modelo

A escolha deste tema para esta comunicação, recaiu em dois pontos principais. O primeiro pela oportunidade que me foi facultada em participar numa formação desta natureza, a qual já tinha desde há muito interesse em frequentar.

A segunda pela relevância do tema, que considero importantíssimo (em termos pessoais e profissionais) pela mais valia que representa no incremento da capacidade de pensar e comunicar, depositando-o a favor daqueles com quem interagimos diariamente na nossa vida pessoal e no nosso ambiente profissional, dois mundos distintos, mas naturalmente indissociáveis.

Sendo a minha profissão e a instituição na qual exerço a minha atividade como TSEER (Técnica Superior de Educação Especial e Reabilitação) uma área e local privilegiado no contacto e prestação de cuidados ao outro (indivíduos com corpo dor e/ou indivíduos com necessidades especiais) considero que uma formação em PNL pode ser particularmente benéfica.

Deixo aqui como tal, o meu breve, mas não menos importante testemunho e a proposta que mais formações possam ser realizadas nesta área, de modo a conferir bases sólidas a esta primeira abordagem ao tema, possibilitando que mais colaboradores possam também ter acesso a esta aprendizagem magnífica.

Todos sairemos beneficiados e em particular aqueles a quem dedicamos o nosso trabalho com dedicação e paixão, onde continuamos a aprimorar nas diferentes valências, o desenvolvimento de serviços de qualidade às pessoas com desvantagem física, intelectual ou de saúde, contribuindo para o aumentar a sua qualidade de vida.

Apurar e aperfeiçoar os nossos sentidos, de modo a colocar em prática a divisa da instituição “O essencial é invisível aos olhos, só se vê bem com o coração” (Saint Exupery, em o Principezinho).

A PNL ou Programação Neuro Linguística, reconhecida internacionalmente como a fórmula da excelência humana, é a interação fundamental entre a mente e a linguagem e o modo como esta dinâmica afeta o nosso corpo e as nossas emoções.

Todos nós, detemos recursos que necessitamos para ter sucesso, no entanto, por vezes não os utilizamos a todos, nem de forma adequada a linguagem do cérebro para potenciar a sua comunicação, o seu comportamento e a sua evolução.

A PNL e as suas técnicas, ajudam a desenvolver em cada um de nós, a capacidade de extrair o máximo do nosso inconsciente, aproveitando todo o potencial da nossa mente.

Aprender a apurar os nossos sentidos, ganhando uma consciência clara e mais presente da realidade à nossa volta, é um dos objetivos das técnicas da PNL.

O ser humano é por excelência, um ser social e como tal utiliza a comunicação não verbal e verbal na interação com o outro. Todas as interações se centram no modelo de comunicação, no modo como o fazemos com o outro. Embora o modelo de perceção e comunicação, obedeça a uma sequência de fases comum a todos nós, existem variáveis inter individuais que vão ditar um comportamento distinto.

modelo

Como podemos observar a partir deste modelo, ele esta sujeito a uma série de caraterísticas individuais, que fará que o comportamento varie de modo considerável, perante a mesma situação em indivíduos diferentes ou até mesmo no próprio indivíduo, decorrente do seu estado emocional  ou fisiológico.

Ora é aqui que tudo acontece e é aqui que a PNL auxilia cada um de nós, não a ser alguém diferente, pois não é a pessoa que se pretende mudar, mas antes transformar o seu comportamento. Nós não somos, nós comportamo-nos , pois um comportamento não é a pessoa.

A PNL diz-nos que todo o comportamento tem uma intenção positiva. Entender o que está por de trás desse comportamento, porque o que é positivo para um, pode não ser para outro, é o objetivo das técnicas de PNL. Ajudar a encontrar a intenção positiva e encontrar outras formas de comportamento, tentando evitar a reatividade, é o princípio fundamental da programação neuro linguística.

Se conseguirmos apurar a nossa capacidade de observar os sinais não verbais (93% da nossa comunicação é não verbal) que os indivíduos emitem e se tivermos coerência para com o outro de modo a nos sincronizarmos, espelhando o outro, demonstrando compreensão empática e confiança, vamos com certeza aumentar a qualidade da nossa capacidade de comunicar com o outro.

                                                   

Autora: Ilda Rodrigues, Técnica Superior  de Educação Especial e Reabilitação

Visitas: 274